Instagram
Voltar

NOTÍCAS / COLUNAS / CONVÉS

MAIS COLUNAS

Anterior Próxima

Como fui parar na vela

05/10/2012 -
Um amigo meu, Fábio Roberto dos Santos, sempre me convidava para andar de jet ski na Represa de Guarapiranga, na zona sul de São Paulo, capital. Era muito divertido. Ele tem uma marina, a Três Marias, e lá eu via muitos veleiros parados, encostados, e alguns até quebrados. Aquilo começou a chamar minha atenção e aguçar a minha curiosidade. A represa sempre cheia de veleiros nos dias de sol começava a me seduzir.


Um dia, perguntei ao Fábio a respeito do esporte de vela, sobre embarcações, como funcionava, se era fácil velejar, etc. Ele me disse que era legal, bonito, muito bacana, porém muito técnico, que exigia dedicação e estudo e um custo razoável de manutenção. Aquilo soou como um desafio. Decidi experimentar e, no primeiro contato, me apaixonei. As primeiras velejadas, por segurança, fiz na companhia dele. Não foram muitas, mas foram inesquecíveis. Capotamos (antecipo: sem ferimentos), ficamos no meio da represa sem vento e fomos resgatados por bombeiros, perdemos peça da embarcação (nada importante, só o leme), entre outras roubadas. Como os meus primeiros barcos não eram novos, sempre quebrava alguma coisa e a gente gritava por socorro. Acabávamos rebocados por uma boa alma. Bons tempos, bons ventos, muita diversão.

Peguei o gosto. Aí, comprei o Toqueto, velhinho, mas melhor. E daí começaram as brincadeiras de fim de semana. Logo fiz a minha primeira regata na represa. Até que fui bem — quase último. Saí todo animado, procurando meu nome na lista para ver a colocação. Não achei. O barco não tinha nenhuma numeração, apenas nome. Mas valeu a adrenalina.

Seis meses depois, já estava com um veleiro de 23 pés cruzeiro Brasília 23, o Anequim, que deixou saudades em muita gente. Foram muitos passeios, diversas regatas e muitas alegrias com família e amigos. Este barco ficou dois anos na Represa do Guarapiranga e dois anos em Ubatuba, em Saco da Ribeira. Com ele, comecei a participar de competições locais, do Clube Asbac (Associação dos Servidores do Banco Central), aqui na Guarapiranga. Fui campeão da Classe G2 (cruzeiro) e campeão geral (todas as classes) no ano de 2009 nessa Copa Asbac; depois, campeão da G2 e vice da Geral em 2010. Só para lembrar: são competições internas do clube com convidados, mas bem conhecidas na Represa Guarapiranga. E, o mais importante, me deram muita alegria.

Hoje, estou com um barco menor (Velamar 22), porém, mais competitivo, que tem uma classe específica (G3). No ano de 2012, eu e minha equipe – meu cunhado Marcelo Arjones e meu filho Victor Callo, 11 anos, ainda não nos federamos: falta um pouco mais de treinamento e alguns ajustes na embarcação. Em 2013, garanto, estaremos no circuito paulista que irá acontecer na Represa do Guarapiranga.

É um esporte que exercito de final de semana e ele me renova; traz paz, alegria e contato com a natureza. Faz com que respiremos a vida que nosso generoso Deus nos deu. Domar o vento com as velas areja a alma.

Alexandre Callo, 31 anos, é professor de Educação Física e proprietário da Limit's Life Academia, na zona sul de São Paulo (SP).


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.