Instagram
Voltar

NOTÍCAS / COLUNAS / WAKESURF

Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Regular Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Goofy Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Goofy Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Goofy Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Goofy Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Goofy Fonte: Arquivo pessoal
  • Iniciando na posição de Goofy Fonte: Arquivo pessoal

MAIS COLUNAS

Anterior Próxima

Técnicas para levantar na prancha e iniciar sua prática no wakesurf

15/04/2013 -

Oi,

Neste post vou falar como levantar no wakesurf do jeito mais fácil e mais seguro.

Primeiro, o básico: sempre use colete salva vidas!!!

1. Na água, posicione-se "flutuando" de costas, com as duas mãos na manete ou na corda de wakesurf e coloque os calcanhares sobre a prancha.

2. Se você é regular (pé esquerdo à frente), deixe o bico da prancha para o seu lado esquerdo. Se você é goofy (pé direito à frente), deixe o bico da prancha para o lado direito.

3. Para se manter na posição certa, fique com os joelhos bem dobrados e perto do peito, mantendo os braços esticados e com a prancha perpendicular ao barco. Para ficar mais fácil e manter-se na posição certa, use os calcanhares e não tente segurar a prancha com as mãos ou ficar se debatendo muito na água. O colete não vai deixar você afundar!

4. A posição dos calcanhares deve ser entre a borda da prancha e sua linha central (longarina). Particularmente, eu prefiro deixar os pés mais perto da borda do que da longarina, pois essa posição faz com que a prancha se encaixe mais fácil embaixo dos pés na hora em que o barco começa a rebocar.

5. Agora que você já sabe a posição certa, quando estiver à vontade, dê um 'ok' para o piloto e quando o barco começar a acelerar, mantenha esta posição.

6. Quando a corda estiver esticada e o barco em aceleração, mantenha a prancha estabilizada e não mude de posição: joelhos dobrados e braços esticados.

7. Não tenha pressa para se levantar e não faça esforço para isso, o que inclui puxar a manete para perto do corpo. Isso é um erro comum e desnecessário. A pressa em levantar, em minha opinião, é o principal e mais comum dos erros de saída.

8. Conforme o barco for acelerando, a prancha irá deslizar e se encaixar naturalmente na sola dos pés, como uma prancha de wakeboard.

9. Mantendo a posição, a própria tração da corda irá te levantar sem que seja feito muito esforço.

10. Conforme o barco for atingindo a velocidade certa, é a hora de pensar em ficar em pé na prancha e na posição de surf.

11. Quando estiver de pé, tente apontar o bico da prancha em direção ao barco e para perto da marola.

12. A tendência é fazer o contrário, então para que você tenha controle, é só apontar o quadril e o ombro (da frente) para o barco.

13. Uma vez perto da base da marola e com a prancha apontada para o barco, acostume-se com a posição e com a distância em relação ao barco.

14. Não solte a corda até que consiga sentir que a prancha está na onda e que não precisa mais do barco rebocando para seguir surfando.

No próximo post darei as dicas de como acelerar e desacelerar a prancha na onda.

Ok, agora são as dicas para o piloto:

1. Quando estiver puxando, mantenha sempre o olho no surfista e em tudo que está acontecendo em volta também. Não se distraia em momento algum e lembre-se que neste esporte, o surfista está, sempre, muito perto do barco.

2. Durante a saída, mantenha o surfista em uma linha diagonal com a popa do barco e não alinhado como no wakeboard, esqui, etc.

3. Antes de engatar o barco, veja se a área está livre e preste atenção para acelerar de forma progressiva, sem deixar a velocidade disparar.

4. É muito comum vermos um piloto sem muita experiência, deixar que o barco varie de velocidade o tempo todo. Para quem está tentando aprender ou até mesmo para quem já surfa, isso é uma das piores coisas que pode acontecer.

5. Se seu barco não tem piloto automático de velocidade, procure fazer mudanças bem suaves de aceleração. Tente manter a velocidade por volta de 12 mph.

6. Se o surfista não conseguir levantar, NUNCA de ré para voltar à posição inicial barco-surfista. Faça a volta com cuidado e comece tudo de novo.

7. Durante a puxada, fique de olho na onda e vá encontrando o raio de curva do barco para formar a melhor marola. Se o seu barco estiver com o set up para seguir em lina reta, basta fixar um ponto no horizonte.

8. Importante: Se estiver rebocando um surfista com a corda ou se ele já estiver surfando, não desacelere o barco bruscamente, pois, com certeza, o surfista vai bater no barco se não estiver muito atento. Outro detalhe básico e claro, olhe para onde está indo!

Por enquanto é só isso. Na próxima matéria, eu vou ensinar como soltar a manete e ter mais controle da prancha, acelerando e desacelerando.

Keep surfing!
Anne Prochaska.

 


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.