Instagram
Voltar

NOTÍCAS / ESPORTES NÁUTICOS

Torben Grael no veleiro Aileen
  • Marina Farol de Paraty
  • Marina Farol de Paraty

MAIS ESPORTES NÁUTICOS

Anterior Próxima

Regata de Veleiros Clássicos atrai famosos

25/10/2012 -

O tempo estava aberto no domingo, 21, atendendo aos muitos pedidos dos participantes da 1ª Regata Internacional de Veleiros Clássicos - Etapa Paraty (RJ). Como um presente para as tripulações reunidas na enseada da Marina Farol de Paraty, a previsão de chuva e pouco vento com rajadas de no máximo cinco nós caiu por terra. Os ventos chegaram a quase dez nós e o dia terminou emoldurado por um arco-íris.

Em sua sétima edição, o evento criado para embarcações com mais de 30 anos já passou por Búzios e Angra e a novidade desta última etapa foi incluir veleiros leves, mais utilizados em lagos, trazidos de outros países, como França, Suíça e Argentina. “Estamos buscando velejadores de países com forte tradição náutica para que troquem experiências com os brasileiros”, disse o francês radicado no Brasil LoicGosselin, produtor do evento.

A raia e o percurso, com sete milhas náuticas (quase 13 km), foram definidos de acordo com os barcos, divididos em canoas, saveiros e veleiros convencionais. “Cada embarcação responde de um jeito ao vento. As canoas não velejam contra o vento e os saveiros só andam com vento de través.Tivemos que adaptar a raia para cada tipo de barco”, explica o diretor da prova, Pedro Paulo Petersen.

Lars Grael venceu na Classe 5.5 e 6.0 JI comandando o Marga, exemplar de 1933, presente de seu irmão e vice-campeão da etapa, Torben Grael, que competiu com o Aileen. “Nossos barcos são leves e conseguimos velejar com pouco vento. Hoje as condições eram até mais favoráveis para o Aileen, porém o Marga conseguiu superá-lo”, explicou Lars.

Na Classe F, sob o comando de Ricardo Montenegro, venceu Macanudo, deixando o segundo lugar para Aventura. “Largamos muito bem, na frente de todos os barcos de oceano. Além disso, tínhamos a técnica de Ilan Pimentel, timoneiro campeão mundial”, comemorou. “Foi bom vencer, mas o mais importante é mantermos os barcos antigos em funcionamento”, defendeu Montenegro.

O barco Menino do Rio II venceu a Classe C, capitaneado por Erick Cepas, seu construtor. “Apesar de eu o ter construído em 2011, seu projeto é de 1965”, conta. O modelo Dory 25 pés de fundo chato chamou a atenção de todos não só pelo seu desempenho. Seu amarelo vivo, literalmente, coloriu o espetáculo de vela.








RANKING FINAL - 1ª REGATA INTERNACIONAL DE VELEIROS CLÁSSICOS - ETAPA PARATY (RJ)
  CLASSE A - CANOAS CLASSE B  CLASSE C
SAMANTA LADY LOU MENINO DO RIO II
CAIÇARA VIVA AQUAMARINE
SUELY   DALIA
INP    
INGÁ    
FLOR DE PARATY    
BEXIGA    
MARINA     
  CLASSE D CLASSE E CLASSE F
TURUNA  MORLON MACANUDO
CANGREJO MANTRA AVENTURA
MALAGÔ CEGANE  
  CLASSE G CLASSE H CLASSE 5.5 E 6.0 JI
ZEPELIM AQUARIUS IV MARGA
KIWI FROYA II AILEEN
HENRIETTE II LOUCURA MALLO RHU
BANDIDO   ALIBI II
    SITTA





Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.