Instagram
Voltar

NOTÍCAS / ESPORTES NÁUTICOS

Arthur Villas - No cable 2D em Mogi das Cruzes Fonte: Dudu Figueiredo
  • Roberto Reali - Represa de Jurumirim em Avaré Fonte: Dudu Figueiredo
  • Victor Bendorff “PUC” - Represa do Wet n' Wild Fonte: Dudu Figueiredo
  • Victor Bendorff “PUC” - Bragança Paulista, SP Fonte: Dudu Figueiredo
  • Leo Soares - Represa do Guarapiranga, SP Fonte: Dudu Figueiredo
  • Lucas “Caju” Mendes – Pico do Xan em Botucatu Fonte: Dudu Figueiredo
  • Fernando “Brucutu” Simioni - Represa dos Brucutu Fonte: Dudu Figueiredo
  • Fernando “Brucutu” Simioni - Naga Cable Park Fonte: Dudu Figueiredo

MAIS ESPORTES NÁUTICOS

Anterior Próxima

Wakeskate no Brasil

28/01/2013 -
O esporte surgiu em 2001 paralelamente à produção industrial nos Estados Unidos, quando Thomas Horrell passou a fabricar suas pranchas na extinta marca Cassette. Algumas lojas especializadas trouxeram e comercializaram alguns modelos. A princípio, o esporte foi bem aceito, porém ofuscado pelo wakeboard que estava explodindo, tornando-o apenas uma brincadeira depois das sessões de wake.

Em 2006, o esporte ganhou espaço nos campeonatos de wakeboard, mas não ganhou praticantes suficientes, perdendo a oportunidade de ganhar fama e lugar nos campeonatos. Visto isso, em 2007, alguns entusiastas tiveram a atitude de criar um fórum de discussão chamado Project Wakeskate, que foi o primeiro espaço dedicado ao esporte em âmbito nacional. A proposta ganhou seguidores e passou a reunir interessados resultando no primeiro campeonato de wakeskate do Brasil, o Oakley Wakeskate Disorder, em 2008. Melhor ainda, a revista Wake Brasil o teve como tema de capa.

Atualmente, o wakeskate já tem seu lugar no mercado e se destaca do wakeboard devido a sua praticidade e semelhança ao skate. Cada vez mais, o esporte vem chamando atenção tanto do público do mercado náutico quanto dos amantes dos esportes de prancha, que aproveitam o potencial hidrográfico do Brasil para praticar o skate na água.

Dedicada a esportes de prancha, a empresa Project Co. foi a primeira marca a desenvolver pranchas de wakeskate no país. Além de desenvolver e produzir equipamento, a empresa incentiva o esporte através de eventos organizados e conteúdo direcionado ao público alvo.

Sua filosofia vai além de uma simples idéia, é mais que um esporte. É estar com os amigos, cair e levantar, errar e tentar de novo. Basicamente, é plena harmonia entre amigos e natureza. É a diversão do skate sem se ralar no asfalto.

Fotos e manobras

01. Arthur Villas – Manobra: Shuvit saindo do incline no cable 2D em Mogi das Cruzes, SP

02. Roberto Reali – Manobra: Olie Insideout na marola na represa de Jurumirim em Avaré, SP

03. Victor “PUC” Bendorff – Manobra: Shuvit saindo do incline na represa do Wet n' Wild em Itupeva, SP

04. Victor “PUC” Bendorff – Manobra: Board Slide de back no incline no Pico do Patas em Bragança Paulista, SP

05. Leo Soares – Wakeskate para todas as idades na represa do Guarapiranga em São Paulo, SP

06. Lucas “Caju” Mendes – Manobra: Board Slide saindo de back no A Frame no Pico do Xan em Botucatu, SP

07. Fernando “Brucutu” Simioni – Manobra: Olieup no pontão saindo de shuvit na Represa dos Brucutu em Riberão Preto, SP

08. Fernando “Brucutu” Simioni – Manobra: Shuvit saindo do incline no Naga Cable Park em Jaguariuna, SP

Redação: Estrela Náutica
Fonte:
Project Co.

Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.