Instagram
Voltar

NOTÍCAS / ESPORTES NÁUTICOS

Martine e Kahena Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Bochecha e Andrade na 49er Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Robert vence Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Bruno na Finn Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Jorginho na Finn Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Decnop passa Kostiw Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Dinamarqueses campeões na 49er Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Fábio e Samuel Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Fernanda e Ana no popa Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Freitas vs Alabau (ESP) Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Bimba em terceiro Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Israelense na RSX Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Regata de 470 Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação
  • Regatas no Rio de Janeiro Fonte: Fred Hoffmann/ZDL de Comunicação

MAIS ESPORTES NÁUTICOS

Anterior Próxima

Semana Brasileira de Vela: definida a equipe de 2013

25/02/2013 -

A primeira seletiva olímpica para os Jogos de 2016 definiu, em 22 de fevereiro, os velejadores que farão parte da seleção nacional nos campeonatos internacionais. A Semana Brasileira de Vela, no Rio de Janeiro, contou com os melhores atletas do País nas classes que farão parte dos Jogos, exceto a Nacra. As regatas no Iate Clube do Rio de Janeiro (ICRJ) mostraram que o Brasil tem um time forte para a temporada. Na classe Laser, o bicampeão olímpico Robert Scheidt foi o melhor vencendo praticamente todas as provas do campeonato. Na Radial, versão feminina da Laser, Fernanda Decnop, atual campeã nacional da categorial, venceu a medal race e assumiu o posto de número um. Na RS:X, a chamada prancha a vela, Ricardo Winicki e Patrícia Freitas seguem reinando. Os vencedores na 470 foram Fábio Pillar/Samuel Albrecht e Fernanda Oliveira/Ana Luiza Barbachan. Na 49er FX, classe que estreia em 2016, Martine Grael/Kahena Kunze ratificaram o favoritismo de líderes do ranking mundial. No masculino, André Fonseca ‘Bochecha’ e Francisco Andrade foram os melhores. A competição teve também a classe Finn e Jorge Zarif superou Bruno Prada.

Parte da seleção brasileira terá a chance de mostrar talento na tradicional competição espanhola em Palma de Mallorca, no mês de abril. O coordenador técnico da equipe, Eduardo Penido, acredita que o time continua forte. "Vamos investir mais na classe do que nos atletas, ou seja, vamos fazer um trabalho de base para aumentar o número de competidores. Algumas categorias como a Laser, por exemplo, já têm um ou dois atletas de ponta. Outras precisam de mais renovação. Os velejadores serão divididos em grupos para receber os apoios para viagem e equipamentos". As divisões citadas pelo primeiro campeão olímpico serão separadas por colocação no ranking mundial, resultados internacionais e nova geração. A vela já rendeu ao Brasil 17 medalhas na história dos Jogos, ficando atrás apenas do judô. 

"É um apoio para viajar para as competições no exterior. Na verdade não muda muita coisa. De qualquer forma a entidade deve apoiar os dois primeiros colocados em cada classe. A vela é um esporte onde é imprescindível competir no local onde serão as disputas olímpicas e mundiais", lembrou Robert Scheidt.

O Brasil conta com velejadores entre os melhores do ranking mundial. No 470, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan são as líderes. No topo da 49er FX está também a dupla Martine Grael e Kahena Kunze. Outro que está bem colocado é Bruno Fontes, que ficou com o vice-campeonato da Laser. O catarinense é o terceiro do ranking, que poderá ter surpresas com a volta de Robert Scheidt. Na Finn, Jorge Zarif está entre os 10 em 2013.

As regatas da Semana Brasileira de Vela terminaram no dia 22 após as medal races, provas que valem pontuação dobrada e não há descarte. Os ventos chegaram a bater em 25 nós na Baia de Guanabara e os termômetros chegaram a 34 graus no Rio de Janeiro. 

Scheidt campeão - O desempenho de Robert Scheidt surpreende a todos, inclusive ao próprio campeão. O velejador venceu 90% das regatas na Semana Brasileira de Vela sem dar chances para Bruno Fontes, atual número três do ranking mundial. A única prova que não cruzou em primeiro, o bicampeão olímpico usou o descarte. Depois de ficar oito anos longe da categoria, o atleta resolveu treinar e se dedicar. Uma semana antes, Scheidt já estava no Rio de Janeiro se preparando na raia. "Estou muito feliz com o meu trabalho. Foram praticamente quatro meses de treino, pouco para o alto nível, mas consegui sair daqui com a vitória. Atingi um bom nível de velejada durante a semana e errei muito pouco", disse Robert Scheidt. 

Sobre o adversário Bruno Fontes, que é um dos melhores do mundo, Robert Scheidt foi só elogios. "O Bruno Fontes está velejando muito bem. Poder vencê-lo mostra que eu tenho potencial para brigar entre os três primeiros nos campeonatos no exterior. É muito legal, depois de anos afastado, poder voltar a velejar em alto nível".

Na Laser Radial, uma novidade da equipe de vela. Fernanda Decnop, atual campeã brasileira, superou a veterana Adriana Kostiw na última regata. A atleta conseguiu vencer a medal race deixando a adversária em segundo. As duas estavam empatadas antes da largada.

Gaúchas lideram o ranking mundial - Na 470, as líderes do ranking mundial feminino, as gaúchas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan terminaram a competição em primeiro lugar. Entrosadas, as gaúchas entraram em 2013 com tudo após os títulos do Brasileiro, Sul-Americano, Copa do Mundo de Miami e a vitória no Rio de Janeiro. "Foi uma semana com variações de vento. Corremos ao lado dos homens, que dá uma dinâmica de regata diferente. Fizemos um trabalho positivo durante o campeonato e a nossa dupla está satisfeita com o desempenho. Ter o entrosamento com a Ana faz a diferença. Estamos colhendo os frutos de uma decisão acertada em 2008. Temos muitas coisas a melhorar na parte técnica, mas vamos seguir com tudo visando 2016", contou Fernanda Oliveira. "Sempre quando começa um novo ciclo olímpico há mudanças, mas os adversários não estão parados, mesmo no inverno europeu. Temos eventos difíceis pela frente," analisou. 

O campeonato teve a união entre homens e mulheres para ajudar a 470 feminina. Fernanda e Ana ficaram em terceiro no geral, superando três parcerias masculinas. As adversárias Renata Decnop e Isabel Swan também foram bem e terminaram em quarto lugar. No masculino, Fábio Pillar e Samuel Albrecht foram os campões. Parceiros em Pequim/2008, os gaúchos retomaram a dupla e querem vôos maiores. "É um recomeço para nós. Um fôlego novo para a 470 masculina. Conseguimos um bom entrosamento em 2008 e esperamos repetir. As competições no exterior vão nos ajudar muito", explicou Fábio Pillar. 

Jorginho Zarif brilha - Na classe Finn, Jorge Zarif levou vantagem sobre Bruno Prada e saiu com o título da Semana Brasileira de Vela. O paulista venceu a medal race e somou nove vitórias no campeonato. O jovem de 20 anos aposta nos treinamentos com o espanhol Rafa Trujillo e também com o amigo Bruno Prada para evoluir. "Temos uma temporada longa pela frente e espero ir muito bem no Mundial da Estônia. Cada vez mais consigo ganhar experiência com o barco e me sinto motivado a treinar visando uma medalha em 2016", contou Jorge Zarif.

Bruno Prada, que acabou em terceiro depois de não concluir a medal race, elogiou a preparação e prometeu melhorar um fundamento na vela: o vento de popa. "Eu comparo meu duelo com o Jorginho a uma prova de Fórmula 1. Na curva nós estamos fazendo com a mesma velocidade, mas na reta, ele é mais rápido. É assim na vela. O contorno de boia é bem feito, mas no vento de popa o Jorginho me passa".

Na 49er, as líderes do ranking mundial, Martine Grael e Kahena Kunze, também confirmaram o favoritismo e venceram a competição antes da última regata. No masculino, André Fonseca e Francisco Andrade foram os campeões, deixando os convidados dinamarqueses Allan Norregaard/Aders Thomsen em segundo lugar. "Vai depender do apoio, mas estamos muito motivados para representar o Brasil nas competições internacionais. Mostramos que estamos no caminho certo", disse André Fonseca.

Na RS:X, a chamada prancha a vela, Patrícia Freitas, que representou o Brasil nas duas últimas olimpíadas venceu a Semana Brasileira de Vela. A atleta espera brilhar no Mundial da classe, que ocorre no mês que vem em Búzios. Ela superou a campeã olímpica Marina Alabau, da Espanha. No masculino, Ricardo Winicki Bimba foi o melhor do Brasil, mas o título ficou com israelense Nimrod Maschiah e a prata com o grego Byron Kokkalanis. Bimba pegou o bronze.

A Semana Brasileira de Vela foi organizada pela Federação de Vela do Rio de Janeiro. O evento teve o apoio do Iate Clube do Rio de Janeiro (ICRJ).

Resultados finais da Semana Brasileira de Vela
Laser - após 10 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1º - Robert Scheidt 1+1+1+1+1+1+1+1+[4]+2 10
2º - Bruno Fontes 2+2+2+3+2+2+2+[5]+5+4 24
3º - Eduardo Couto 5+4+[7]+2+5+3+3+2+3+6 33
Laser Radial - após 10 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1ª - Fernanda Decnop 1+2+1+2+3+[4]+2+2+1+2 16
2ª - Adriana Kostiw 2+1+3+1+1+1+1+[5]+4+4 18
3ª - Maria Cristina Boabaid 3+3+[5]+4+2+2+4+1+2+10 31
470 Masculino - após 10 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1º - Fábio Pillar/Samuel Albrecht 1+1+2+4+[5]+2+1+1+4+2 18
2º - Geison Mendes/Gustavo Thiesen 2+2+3+5+4+1+3+[6]+5+4 29
3º - Francisco Sucari/Francisco Renna (ARG) 3+3+4+3+[6]+5+4+4+3+10 39
470 Feminino - após 10 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1ª - Fernanda Oliveira/Ana Barbachan 5+[6]+1+1+1+6+5+2+1+8 30
2ª - Renata Decnop/Isabel Swan [6]+5+5+2+2+4+6+3+2+6 35
Finn - após 10 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1º - Jorge Zarif 1+1+1+1+1+1+1+[2]+1+1 10
2º - Pedro Trouche 3+3+4+[6]+5+2+3+4+6+8 38
3º - Bruno Prada 2+2+2+2+2+3+2+1+[4]+22 38
49er - após 15 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1º - André Fonseca/Francisco Andrade 2+2+2+1+2+2+2+1+1+2+2+[5]+3+2+4 28
2º - Allan Norregaard/Aders Thomsen (DIN) 1+1+1+5+1+1+1+[11]+11+1+1+3+1+1+2 33
3º - Dante Bianchi/Thomas Low-Beer 3+5+3+2+6+6+3+3+4+4+[7]+1+2+5+6 53
49er FX - após 15 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1ª - Martine Grael/Kahena Kunze [7]+6+5+6+4+5+5+5+6+5+4+7+7+7+8 79
2ª - Juliana Mota/Stephanie Ferron 9+8+7+7+11+7+8+8+[11]+9+11+9+9+9+22 133
3ª - Juliana Senfft/Gabriela Nicolino 8+[11]+11+8+11+9+10+9+8+11+9+10+10+10+22 146
RS:X Masculino - após 10 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1º - Nimrod Maschiah (ISR) 2+2+2+1+[4]+3+1+1+3+2 17
2º - Byron Kokkalanis (GRE) 5+5+1+3+1+[6]+2+2+2+4 25
3º - Ricardo Santos 3+3+3+2+3+2+[4]+3+1+6 26
RS:X Feminino - após 10 regatas e 1 descarte
Atleta Somatória Pontos perdidos
1º - Patricia Freitas 1+1+1+1+[2]+2+2+1+1+2 12
2º - Bruna Martinelli 3+3+3+[5]+4+3+4+2+2+4 28
3º - Marina Alabau (ESP) 2+2+2+2+1+1+1+6+[6]+12 29

Resultados completos
http://www.icrj.com.br/vela/eventos/2013/semana_brasileira_vela.htm

Redação: Estrela Náutica
Fonte:
Flávio Perez/ZDL de Comunicação


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.