Instagram
Voltar

NOTÍCAS / ESPORTES NÁUTICOS

Leco Salazar fatura Ubatuba Pro Grand Slam Fonte: Renato Leonardi
  • Caio Vaz foi o vice-campeão da etapa Fonte: Luciano Meneghello
  • Felipe Gaspar batendo forte. Foto Renato Leonardi Fonte: Renato Leonardi
  • Kai Lenny arriscando o aéreo em Itamambuca Fonte: Renato Leonardi
  • Mo Freitas teve 100% de aproveitamento Fonte: Renato Leonardi
  • Leco foi carregado após a vitória Fonte: Luciano Meneghello

MAIS ESPORTES NÁUTICOS

Anterior Próxima

Ubatuba Pro Grand Slam: campeão mundial Leco Salazar fatura mais um título

06/05/2013 -

O atual campeão mundial de SUP Wave, o santista Leco Salazar, venceu o Ubatuba Pro Grand Slam, a etapa brasileira do Stand Up World Tour. O carioca Caio Vaz foi o vice-campeão e completou a dobradinha verde-amarela na Praia de Itamambuca. Na bateria final contra dois estrangeiros, eles superaram o australiano Justin Holand e o havaiano Mo Freitas, que tentava o bicampeonato da competição. Na decisão feminina, também só deu Brasil com a vitória de Kate Brandi sobre Nicole Pacelli e Aline Adisaka, deixando a espanhola Iballa Moreno em último.


Estou super feliz pela vitória aqui no Brasil. Quero agradecer aos meus patrocinadores, que nessa semana confirmaram que irão me patrocinar no Circuito Mundial neste e no próximo ano. É mais um (título) que fica no nosso país, mesmo com os melhores do mundo aqui. Eu consegui encontrar as ondas que não achei na semifinal e Deus sabe o que faz. Acho que, além de ser um bom surfista, o competidor tem que ter sorte, estar em sintonia com o mar, e tudo fluiu bem pra mim na bateria”, disse Leco Salazar.

Um ótimo público compareceu no sábado de sol e boas ondas na Praia de Itamambuca. Disposto a não repetir o vice-campeonato de 2012, o santista Leco Salazar escolheu ótimas ondas e surfou com precisão para dominar toda a bateria. O havaiano começou bem, mas cometeu uma interferência em Caio Vaz logo no início e perdeu o ritmo após a penalidade.

O carioca subiu de produção e travou um duelo particular contra Justin Holand para confirmar a dobradinha brasileira no Ubatuba Pro Grand Slam. Holand ficou em terceiro lugar e o defensor do título, Mo Freitas, em último na bateria.

O campeonato foi dificílimo, uma bateria mais difícil do que a outra. Só tinha casca grossa na água, os melhores do mundo aqui e eu fui passando as baterias até chegar à final. Estou amarradão. Repeti o meu melhor resultado até aqui, nas Ilhas Virgens, de novo atrás do Leco (Salazar), mas tá tranquilo, estou feliz pra caramba”, declarou Caio Vaz.

O jovem havaiano Mo Freitas, que é filho de brasileiros, também gostou do resultado. “Vir para o Brasil é sempre muito bom e fazer outra final é melhor ainda. Tenho apenas 15 anos e estou no início da minha vida competitiva, então fiquei feliz só por chegar à final de novo. Quero apenas seguir dando o meu melhor nas competições”, afirmou Mo.

O último dia do Ubatuba Pro Grand Slam foi de grandes disputas, desde as primeiras baterias do sábado na Praia de Itamambuca. Na abertura da quarta fase, o bicampeão mundial em 2010 e 2011, Kai Lenny, arrancou uma nota 10 dos juízes e atingiu 19 pontos de 20 possíveis para bater o também havaiano Mo Freitas. O santista Renato Wanderley quase conseguiu a segunda vaga para as quartas de final em sua última onda, fazendo bonito no campeonato.

As semifinais também foram adrenalizantes. Na primeira, Kai Lenny foi eliminado por Leco Salazar e o australiano Justin Holland. E na outra Caio Vaz brilhou, com Mo Freitas ganhando a briga pela última vaga na grande final, contra o brasileiro Carlos Bahia e o peruano Tamil Martino, que cometeu uma interferência e terminou em último na bateria.

Decisão feminina

Em seguida foi iniciada a decisão do título feminino e a única estrangeira também foi penalizada com uma interferência. A guarujaense Kate Brandi imprimiu um ritmo forte desde o início e liderou a bateria até o fim. Nicole Pacelli só reagiu nos últimos minutos, com notas cada vez mais altas, mas não o suficiente para impedir o bicampeonato de Kate Brandi no Ubatuba Pro Grand Slam. A ubatubense Aline Adisaka ficou em terceiro lugar e a espanhola Iballa Moreno em quarto.

Esse campeonato foi um dos melhores que eu já participei. Deu altas ondas, a organização foi muito boa e consegui surfar bem, então estou muito feliz”, disse Kate Brandi.

A vice-campeã Nicole Pacelli também destacou a organização da única etapa do Stand Up World Tour no Brasil: “O campeonato foi demais! Vieram muitas meninas, de vários países e todas surfando bem. A Kate (Brandi) quebrou, surfou super bem e mereceu a vitória. Eu gostaria de ter surfado melhor na final, mas as ondas não vieram pra mim. Mesmo assim, estou feliz pela Kate”.

Campeão das triagens

Por ter feito o maior placar no primeiro dia do evento iniciado na quinta-feira, o capixaba Lucas Medeiros foi declarado campeão das triagens do Ubatuba Pro Grand Slam.

Redação Estrela Náutica
Fonte:
João Carvalho (JBC Notícias e Assessoria) e Luciano Meneghello (SupClub)

 


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.