Instagram
Voltar

NOTÍCAS / ESPORTES NÁUTICOS

Medina se achou nos tubos, mesmo de backside Fonte: Kirstin/ASP
  • Mineiro venceu a bateria com duas ondas medianas Fonte: Daniel Smorigo/ASP
  • Kelly Slater entocado como só ele Fonte: Kirstin/ASP
  • Joel Parkinson fez sua estreia com vitória Fonte: Kirstin/ASP
  • Mick Fanning venceu a bateria contra Filipe e Jack Fonte: Kirstin/ASP
  • Jordy Smith também fez um 9.77 Fonte: Daniel Smorigo/ASP

MAIS ESPORTES NÁUTICOS

Anterior Próxima

Billabong Rio Pro: Gabriel Medina reaparece no primeiro dia e se torna destaque

10/05/2013 -

Depois de duas etapas longe dos holofotes, Gabriel Medina reapareceu em grande estilo para ser o grande destaque do dia de abertura do Billabong Rio Pro, a terceira etapa do circuito mundial de surfe, que acontece nas ondas do Postinho da Barra da Tijuca. O surfista paulista fez os recordes da primeira fase na etapa brasileira do WCT, com 18 pontos no somatório e melhor nota, 9,77, que depois foi igualada pelo sul-africano Jordy Smith.


A melhor nota do paulista veio após ele surfar o tubo mais longo do dia em ondas de até um metro, bastante balançadas, que ofereciam um drop com certo grau de dificuldade, seguido de tubos rápidos e espremidos. Em um deles, o aussie Yadin Nicol machucou as costas e teve que deixar o mar. Neste primeiro dia, foram disputadas as 12 baterias da primeira fase, e os primeiros colocados avançaram direto para a terceira-fase, enquanto segundo e terceiro colocados terão mais uma chance de permanecer na competição nos duelos da repescagem.

“Estou voltando de uma contusão agora e nesses dois meses que fiquei em recuperação, pude pensar bastante e ver realmente o quanto eu amo o surfe”, disse Gabriel Medina. “Estou feliz porque deu tudo certo para mim nessa bateria. Consegui aquela onda muito boa e estou me sentindo em casa surfando aqui no Rio. Minhas pranchas estão boas e também tive o apoio da galera na praia torcendo por mim, então quero agradecer todos que vieram aqui hoje”, completou.

Medina venceu o oitavo confronto do Billabong Rio Pro 2013, depois da apresentação dos líderes do ranking mundial. O americano Kelly Slater surfou bons tubos em três lugares diferentes do Postinho, mostrando uma sintonia impressionante com o mar na Barra da Tijuca. “Sempre que você vem para o Brasil, costuma vir preparado para surfar ondas menores, mas os tubos estão prevalecendo aqui no Postinho. Parece não estar tão bom quanto no ano passado, mas temos boas ondas e tubos pra surfar”, disse Slater. “Eu estava olhando o mar desde cedo e dava pra ver que você podia pegar o tubo, mas depois a onda oferecia no máximo uma ou duas manobras, então foi isso que busquei fazer”, acrescentou.

O atual campeão mundial Joel Parkinson também gostou das condições do mar. Vice-campeão no Billabong Rio Pro no ano passado, Parko estreou com vitória sobre os brasileiros Miguel Pupo e Messias Felix. “Foi uma boa bateria para começar o evento. Eu procurei surfar o máximo de ondas possível, pois o mar está muito balançado e a sorte acaba contando um pouco”, disse Joel Parkinson e ainda conta: “Eu estava na Indonésia fazendo uma trip e até serviu de preparação aqui para o Brasil. A gente vem esperando ondas menores e às vezes se surpreende como no ano passado, com ondas grandes e pesadas aqui no Postinho”.

Assim como Slater e Parko, mais quatro surfistas têm chances de brigar pela liderança do ranking em uma final entre eles: Taj Burrow, Mick Fanning, Nat Young e Adriano de Souza. Mineirinho já venceu o Billabong Rio Pro em 2011, quando assumiu a ponta pela primeira vez na carreira. Ele conquistou a primeira vitória brasileira na quinta-feira, mandando dois australianos para a repescagem, Matt Wilkinson e Yadin Nicol. “É sempre muito importante começar bem o campeonato. O mar estava bem difícil, muita correnteza, mas estou feliz por iniciar com o pé direito. Acho que tive um pouco de sorte em achar duas ondas boas pra vencer. Estou focado e determinado em conseguir um bom resultado aqui no Brasil. Aqui é a minha casa e quero aproveitar essa vantagem a meu favor, já que a torcida aqui na praia é sempre maior para os brasileiros”, falou Adriano de Souza.

Triagem

A competição teve início com uma bateria preliminar vencida pelo catarinense Ricardo dos Santos, convidado de última hora da Billabong. Depois de competir no Taiti e no Havaí, o surfista da Guarda do Embaú voltou a competir entre os melhores do mundo, mas ficou em segundo lugar na bateria vencida pelo havaiano Sebastien Zietz e terá que encarar a repescagem.

Repescagem

No mesmo caminho está outro catarinense, Alejo Muniz. O surfista de Bombinhas não teve sorte na escolha das ondas na bateria inaugural do evento e agora terá que enfrentar outro brasileiro na repescagem, o paulista Miguel Pupo. A curiosidade é que ambos estão hospedados no mesmo apartamento, juntamente com seus pais, e apenas um irá avançar e garantir um terceiro representante do Brasil na terceira fase.

Além de Medina, o outro brasileiro que se classificou para a terceira fase foi o paulista Adriano "Mineirinho" de Souza. O carioca Gustavo Fernandes e o cearense Messias Felix, que foram convidados para o evento, também terão que enfrentar a repescagem, assim como Raoni Monteiro e Filipe Toledo.

Primeira fase do Billabong Rio Pro
1º segue para a terceira fase e 2º e 3º para a repescagem
Bateria Atleta País Pontos
Patrick Gudauskas EUA 11.50
Josh Kerr AUS 10.27
Alejo Muniz BRA 1.40
Adriano de Souza BRA 12.07
Yadin Nicol AUS 7.56
Matt Wilkinson AUS 1.83
Sebastian Zietz HAV 15.66
Ricardo dos Santos  BRA 8.93
Taj Burrow AUS 8.67
Mick Fanning AUS 13.20
Filipe Toledo BRA 8.27
Jack Freestone AUS 7.96
Joel Parkinson AUS 13.34
Messias Felix BRA 9.83
Miguel Pupo BRA 2.47
Kelly Slater EUA 16.30
Kieren Perrow AUS 4.63
Gustavo Fernandes BRA 4.23
Glenn Hall IRL 15.00
Travis Logie AFR 10.00
Julian Wilson AUS 1.46
Gabriel Medina BRA 18.00
Dusty Payne HAV 7.26
Damien Hobgood EUA 4.04
Nat Young EUA 11.46
Raoni Monteiro BRA 9.74
Jeremy Flores 9.37
10ª Jordy Smith AFR 16.94
Adam Melling AUS 12.44
Kai Otton AUS 5.53
11ª Bede Durbidge AUS 11.27
Michel Bourez TAH 9.77
Brett Simpson EUA 9.27
12ª Kolohe Andino EUA 12.43
Adrian Buchan AUS 8.56
C. J. Hobgood EUA 7.43
Segunda fase - Repescagem
Com a vitória segue para a terceira fase
Atleta País
1ª  Taj Burrow AUS
Gustavo Fernandes BRA
Josh Kerr AUS
Messias Felix BRA
Julian Wilson AUS
 Jack Freestone AUS
Jeremy Flores FRA
Ricardo dos Santos BRA
Michel Bourez TAH
Yadin Nicol AUS
C. J. Hobgood EUA
Dusty Payne HAV
Adrian Buchan  AUS
Raoni Monteiro BRA
Kai Otton AUS
Adam Melling AUS
Damien Hobgood EUA
Brett Simpson EUA
10ª Travis Logie AFR
Kieren Perrow AUS
11ª Alejo Muniz BRA
Miguel Pupo BRA
12ª Matt Wilkinson AUS
Filipe Toledo BRA

Redação Estrela Náutica
Fonte:
Assessoria de Imprensa 


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.