Instagram
Voltar

NOTÍCAS / ESPORTES NÁUTICOS

Slater não aparece e Miguel Pupo vence Fonte: S. Robertson/ASP
  • Parkinson foi pescar e Heitor Alves surfa muito Fonte: Kirstin Scholtz/ASP
  • Coleborn manda Adriano de Souza à repescagem Fonte: Kirstin Scholtz/ASP
  • Fredrick Patacchia derrota Jordy Smith Fonte: Kirstin Scholtz/ASP
  • Mitchel Coleborn fatura o único 10 do dia Fonte: Kirstin Scholtz/ASP

MAIS ESPORTES NÁUTICOS

Anterior Próxima

Volcom Fiji Pro: Brasil começa com duas vitórias

04/06/2013 -

O Volcom Fiji Pro foi iniciado na terça-feira e dois brasileiros estrearam com vitórias nos tubos de 5-7 pés em Cloudbreak, na ilha de Tavarua, em Fiji. A primeira foi conquistada pelo cearense Heitor Alves, que substitui o contundido Raoni Monteiro neste quarto desafio do ASP World Tour 2013 e pegou bons tubos para derrotar o australiano Matt Wilkinson. A bateria era encabeçada pelo atual campeão mundial Joel Parkinson, que não apareceu para competir. O mesmo aconteceu com Kelly Slater, que também vai estrear na repescagem porque não compareceu no confronto em que Miguel Pupo superou o convidado local de Fiji, Aca Lalabalavu.

"Estou muito feliz, porque eu estava no Brasil e soube do convite um pouco antes do início do evento, então corri atrás pra ajeitar tudo para a viagem e é um sonho para mim competir aqui neste lugar incrível", disse Heitor Alves. "Eu estava no Brasil e agora acabo de ganhar a bateria contra o Wilko (Matt Wilkinson), que foi bem difícil. Eu realmente preciso de um bom resultado e espero que eu possa conseguir isso aqui. Eu acho que tive sorte, pois só esperava pegar boas ondas e Deus me mandou elas para poder vencer a bateria".

O australiano Matt Wilkinson começou forte, largando na frente com bons tubos, mas o cearense também surfou muito bem as ondas perfeitas de Cloudbreak. Ele entrou na briga pela liderança com um tubo sensacional que valeu a maior nota do dia até ali, 9,80. Depois pegou outro canudo em pé para receber 8,83 e confirmar a vitória por 18,63 a 15,33 pontos. Joel Parkinson não apareceu para estrear e o motivo da ausência é de que ele tinha saído para pescar antes da primeira chamada do evento, acreditando que o Volcom Fiji Pro não iria começar na terça-feira.

"Eu estava 100% convencido ontem (segunda-feira) à noite que hoje seria mais um day-off, então saímos para pescar no início desta manhã", contou Joel Parkinson. "Eu estava sem telefone e, quando o campeonato começou, eu estava muito longe para voltar a tempo, já que a minha bateria era a terceira do dia. Fiquei muito chateado de perder a bateria, mas mais chateado ainda porque tinha altas ondas, com Cloudbreak muito perfeito. Foi mais uma lição que aprendi e definitivamente vou parar com a pesca durante os eventos".

Já Kelly Slater não compareceu porque preferiu ficar na Flórida pra acompanhar o nascimento do seu sobrinho. Mas, já está viajando rumo a Fiji e deve chegar a tempo para enfrentar o fijiano Aca Lalabalavu na abertura da repescagem. Bom para Miguel Pupo que Kelly Slater não apareceu, pois avançou direto para a terceira fase derrotando o surfista das Ilhas Fiji por 12,00 a 8,50 pontos. Foi a segunda e última vitória do Brasil nas dez baterias da primeira fase realizadas na terça-feira. Restaram duas para abrir o próximo dia de disputas no Volcom Fiji Pro.

NOTA 10

O líder do ranking mundial, Adriano de Souza, acabou sendo mandado para a repescagem junto com Alejo Muniz pelo australiano Mitchel Coleborn, que vinha embalado pela vitória no Quiksilver Saquarema Prime apresentado pela Coca-Cola nas grandes ondas da Praia de Itaúna no domingo da semana passada. O convidado da Volcom já abriu a bateria com a primeira e até agora única nota 10 do campeonato, surfando duas sessões de tubos em Cloudbreak. Em uma disputa com poucas ondas, Coleborn ainda pegou outro tubaço nota 9,33 para totalizar incríveis 19,33 pontos de 20 possíveis para derrotar os dois brasileiros.

"Estou com um bom ‘rip’ de competição e muito confiante depois da minha vitória na semana passada no Brasil. Minha primeira onda na bateria já foi nota 10 e não sei nem o que dizer, só que estou amarradão e espero que continue assim na terceira fase", disse Mitchel Coleborn, que no ano passado, mandou para a repescagem o onze vezes campeão mundial Kelly Slater, que acabou conquistando o título do Volcom Fiji Pro 2012 na final contra o brasileiro Gabriel Medina. Desta vez, superou o atual líder do ranking mundial, Adriano Mineirinho de Souza.

"Eu sou muito grato à Volcom por me dar o wildcard (convite) mais uma vez", destacou Coleborn. "Este é o evento mais incrível de todo o ano, as ondas bombam e estou muito feliz por estar aqui competindo de novo. Não entraram muitas ondas na bateria, mas tive sorte de começar com uma nota 10. Eu estava muito confiante e a onda foi realmente fantástica".

LÍDERES NA REPESCAGEM

Mineirinho não foi o único a tropeçar na estreia no Volcom Fiji Pro. Os cinco primeiros colocados no ranking do ASP Tour 2013 e o atual campeão mundial, Joel Parkinson, também vão ter que encarar a repescagem dos perdedores da primeira fase. O vice-líder, Jordy Smith, da África do Sul, que venceu a etapa brasileira do WCT na final contra Adriano de Souza no Billabong Rio Pro, foi batido no primeiro confronto da terça-feira pelo havaiano Fredrick Patacchia. O número 3, Mick Fanning, foi superado pelo americano Damien Hobgood. O número 4, Kelly Slater, nem competiu e o quinto, Taj Burrow, perdeu para o sul-africano Travis Logie.

Slater vai abrir a repescagem com o fijiano Aca Lalabalavu. Fanning entra na segunda bateria com o big-rider americano Alex Gray. Na terceira, Adriano de Souza enfrenta o australiano Yadin Nicol. Na quarta, Joel Parkinson estreia no Volcom Fiji Pro contra o havaiano Dusty Payne. Na quinta, Taj Burrow e Adam Melling fazem um duelo australiano nas Ilhas Fiji. E na sexta, o sul-africano Jordy Smith vai tentar aproveitar a segunda chance de classificação para a terceira fase contra o irlandês Glenn Hall. Vice-campeão em Fiji no ano passado, Gabriel Medina já está escalado na sétima bateria, mas aguarda o encerramento da primeira fase para conhecer seu adversário.

A terça-feira foi o terceiro dia do prazo do Volcom Fiji Pro, que tem até o dia 14 para ser encerrado nas Ilhas Fiji. O início da competição foi adiado no domingo e na segunda-feira, começou em boas condições com tubos perfeitos de 5-7 pés (1,5 a 2,1 metros) em Cloudbreak e a previsão é de grandes ondas para os próximos dias. A próxima chamada foi marcada para as 7h00 da quarta-feira em Fiji e a transmissão ao vivo pela internet pode ser acessada clicando-se no banner do evento na capa do www.aspsouthamerica.com

PRIMEIRA FASE DO VOLCOM FIJI PRO
1ª: 1-Fredrick Patacchia (HAW)=15.20, 2-Sebastian Zietz (HAW)=14.50, 3-Jordy Smith (AFR)=11.00
2ª: 1-Travis Logie (AFR)=10.06, 2-Yadin Nicol (AUS)=6.67, 3-Taj Burrow (AUS)=4.90
3 ª: 1-Heitor Alves (BRA)= 18.63, 3-Matt Wilkinson (AUS)=15.33, w.o-Joel Parkinson (AUS)
4 ª: 1-Mitchel Coleborn (AUS)=19.33, 2-Alejo Muniz (BRA)=6.60, 3-Adriano de Souza (BRA)=5.77
5 ª: 1-Damien Hobgood (EUA)=17.47, 2-Mick Fanning (AUS)=17.23, 3-Alex Gray (EUA)=6.23
6 ª: 1-Miguel Pupo (BRA)=12.00, 2-Aca Lalabalavu (FIJ)=8.50, w.o-Kelly Slater (EUA)
7 ª: 1-Kai Otton (AUS)=17.43, 2-Dusty Payne (HAW)=14.36, 3-Gabriel Medina (BRA)=10.53
8 ª: 1-Kieren Perrow (AUS)=12.57, 2-Julian Wilson (AUS)=8.50, 3-Bede Durbidge (AUS)=7.60
9 ª: 1-Josh Kerr (AUS)=17.66, 2-Adam Melling (AUS)=13.36, 3-Filipe Toledo (BRA)=13.27
10: 1-C. J. Hobgood (EUA)=16.34, 2-Glenn Hall (IRL)=13.67, 3-Michel Bourez (TAH)=10.63
------------ficaram para abrir o próximo dia:
11: Jeremy Flores (FRA), Nat Young (EUA), Kolohe Andino (EUA)
12: Adrian Buchan (AUS), John John Florence (HAW), Brett Simpson (EUA)

SEGUNDA FASE - REPESCAGEM - Vitória=3ª Fase / Derrota=25º lugar - US$ 8.000 e 500 pontos:
1ª: Kelly Slater (EUA) x Aca Lalabalavu (FIJ)
2 ª: Mick Fanning (AUS) x Alex Gray (EUA)
3 ª: Adriano de Souza (BRA) x Yadin Nicol (AUS)
4 ª: Joel Parkinson (AUS) x Dusty Payne (HAV)
5 ª: Taj Burrow (AUS) x Adam Melling (AUS)
6 ª: Jordy Smith (AFR) x Glenn Hall (IRL)
7 ª: Gabriel Medina (BRA) x 
8 ª: Julian Wilson (AUS) x 
9 ª: Michel Bourez (TAH) x 
10:
11:
12:

TOP-22 DO ASP WORLD TOUR 2013 - 3 etapas:
01: Adriano de Souza (BRA) - 18.500 pontos
02: Jordy Smith (AFR) - 18.250
03: Mick Fanning (AUS) - 18.200
04: Kelly Slater (EUA) - 16.950
05: Taj Burrow (AUS) - 15.700
06: Nat Young (EUA) - 13.750
07: Filipe Toledo (BRA) - 12.150
08: Joel Parkinson (AUS) - 11.500
09: Michel Bourez (TAH) - 11.000
10: Gabriel Medina (BRA) - 10.000
11: Adrian Buchan (AUS) - 9.700
12: Julian Wilson (AUS) - 8.700
12: Bede Durbidge (AUS) - 8.700
12: Kai Otton (AUS) - 8.700
12: Sebastian Zietz (HAV) - 8.700
16: Josh Kerr (AUS) - 7.500
16: Jeremy Flores (FRA) - 7.500
16: C. J. Hobgood (EUA) - 7.500
19: Travis Logie (AFR) - 6.250
19: Brett Simpson (EUA) - 6.250
21: Matt Wilkinson (AUS) - 6.200
22: Willian Cardoso (BRA) - 5.700
------------outros brasileiros:
23: Raoni Monteiro (BRA) - 5.000 pontos
26: Alejo Muniz (BRA) - 4.000
29: Miguel Pupo (BRA) - 2.750

Redação Estrela Náutica
Fonte:
Assessoria de imprensa


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.