Instagram
Voltar

NOTÍCAS / ESPORTES NÁUTICOS

Tubo Fonte: truzz.com.br
  • Batida no Lip Fonte: armandodaltro.com.br
  • Floater
  • Aéreo Fonte: Nike Surfing Brasil
  • Cut Back

MAIS ESPORTES NÁUTICOS

Anterior Próxima

Surfe - Manobras

17/09/2012 -

Conheça as manobras mais executadas e as mais radicais:


Tubo - ficar debaixo do paredão de água não é fácil. Se a prancha acelerar demais, o tubo fica para trás e, se acelerar de menos, ele engole o surfista. Para reduzir a velocidade, há duas técnicas: botar pressão no pé que fica na traseira da prancha e colocar uma das mãos no paredão. Acelerar já é um pouco mais difícil. Além de aliviar a pressão do pé de trás, o surfista precisa fazer um zigue-zague curtinho no meio da parede.


Batida no lip - como o nome já diz, o surfista bate com a parte de baixo da prancha no lip (crista) da onda. Normalmente, a batida no lip faz parte da manobra mais comum nos campeonatos: a rasgada. Rasgar nada mais é do que subir o paredão e fazer um giro lá em cima, forçando o pé de trás para espirrar o máximo de água possível. Com bastante velocidade, dá para dar uma voadinha e fazer a batida, que vale bons pontos nos campeonatos.


Floater - quando a onda começa a se fechar, o surfista busca a crista, desliza sobre a espuma e volta para a onda. É meio parecido com a manobra que os skatistas fazem em corrimãos de escadas. Para realizar esse movimento, o surfista pega velocidade e na hora de “saltar" levanta o corpo, reduzindo a pressão da prancha contra a água.


Aéreo - é a manobra favorita nas Expression Sessions, sessões exclusivas para manobras arrojadas que acontecem durante as etapas do Campeonato Mundial. O aéreo é um vôo sobre a onda. Para conseguir tirar a prancha inteira da água, os surfistas costumam puxá-la com uma ou com as duas mãos. Há outros tipos de aéreo, mais acrobáticos, como o rodeo clown — um looping fora da água —, inventado pelo hexacampeão mundial Kelly Slater.


Cut back - Esta é a manobra mais clássica do surfe, que imperava na época em que as pranchas eram pesadas demais para aéreos e rasgadas. Quando o surfista acelera demais, ele precisa fazer uma meia-volta para acompanhar a velocidade da onda. O cut back é isso: um retorno em direção à parte gorda da onda (aquela parte cheia de espuma, onde a onda está quebrando).


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.