Instagram
Voltar

NOTÍCAS / ESPORTES NÁUTICOS

Joel Parkinson Fonte: Hayden-Smith/ASP
  • Michel Bourez (TAH) Fonte: Hayden-Smith/ASP
  • Mick Fanning (AUS) Fonte: Kirstin Scholtz/ASP
  • Nat Young (EUA) Fonte: Hayden-Smith/ASP
  • Joel Parkinson Fonte: Kirstin Scholtz/ASP
  • Joel Parkinson Fonte: Kirstin Scholtz/ASP

MAIS ESPORTES NÁUTICOS

Anterior Próxima

Oakley Pro Bali: Joel Parkinson inaugura o trono do campeão

27/06/2013 -
O australiano Joel Parkinson, 32 anos, foi o primeiro surfista da história a sentar no trono do "Rei dos Tubos" de Keramas na Indonésia. O atual campeão mundial faturou o título do Oakley Pro Bali na primeira final do taitiano Michel Bourez, 27, em sua carreira no ASP World Tour e subiu para a terceira posição no ranking. Outro australiano, Mick Fanning, 32, tirou o primeiro lugar de Kelly Slater, 41, na etapa que fechou a primeira metade da corrida pelo título mundial da temporada 2013. A próxima é o Billabong Pro Teahupoo nos dias 15 a 26 de agosto no Taiti, que no ano passado terminou com vitória de Fanning sobre Parkinson nos tubos mais temidos do mundo.

"Isso foi incrível, a experiência mais legal que já vivi", disse Joel Parkinson, após ser carregado por balineses caracterizados no trono do campeão quando saiu do mar até o pódio. "Ele (Michel Bourez) liderou a bateria toda, mas eu sabia que teria uma chance ainda se fizesse a melhor onda da final. O Michel (Bourez) foi um dos melhores surfistas do evento e pena que não rolaram muitos tubos hoje (quinta-feira). Eu troquei minha prancha quadriquilha por uma triquilha para tentar pegar um tubo, mas eles não rodavam, então eu sabia que tinha que ir para as manobras mesmo e deu tudo certo".

Na quinta-feira, o mar baixou para 4 pés (1,2 metros), mas ainda entraram algumas séries de 6 pés (1,8 metros) na bancada de Keramas durante o dia. Parkinson rapidamente se adaptou às mudanças nas condições das ondas, já sem os tubos que ele conseguiu o feito de tirar duas notas 10 na bateria contra o havaiano John John Florence na quarta-feira. No seu caminho até a final no último dia, Parko superou os compatriotas Taj Burrow, 35 anos, no primeiro duelo do dia e Josh Kerr, 29, que só surfou uma onda na semifinal.

A sua primeira vitória no ASP World Tour 2013 foi conquistada nos minutos finais da bateria. Michel Bourez largou na frente com as notas 6,17 e 6,50 das suas primeiras ondas e não conseguiu nenhuma outra melhor do que essas para aumentar a pontuação. Parkinson não surfou quase nada durante todo o confronto, mas iniciou a reação com a nota 6,03 que recebeu na onda que pegou quando restavam seis minutos para o término da final.

No último minuto, conseguiu a virada em uma direita bem surfada com manobras modernas invertendo a direção da prancha e uma batida muito vertical para tirar a maior nota da decisão do título, 7,83. Com ela, abriu 7,37 pontos de vantagem sobre o taitiano, que ainda teve a chance de conquistar a sua primeira vitória em etapas do WCT, mas a nota saiu 6,07 e o placar não mudou, sendo encerrado em 13,86 a 12,67 pontos. Joel Parkinson faturou o prêmio máximo de 75 mil dólares e os 10.000 pontos do Oakley Pro Bali, enquanto Michel Bourez levou 30 mil dólares e 8.000 pontos pelo vice-campeonato na Indonésia.

"Apesar de não ter vencido, foi muito bom fazer a final porque foi a primeira da minha vida no WCT", disse Michel Bourez, que pulou do 12º para o oitavo lugar no ranking. "Foi um grande evento com muitos tubos todos os dias, então estou feliz pelo segundo lugar também. A cultura e o povo de Bali são incríveis e fico muito contente e honrado em colocar o Taiti no pódio. Agora a próxima etapa é em casa e sinto-me bem mais confiante para competir no Taiti. Espero conseguir outro bom resultado lá para subir ainda mais no ranking".

SEM FOLGAS EM BALI

Enquanto Bourez chegava na final como único invicto, sem perder nenhuma bateria nas direitas de Keramas, Parkinson não folgou nenhuma rodada em Bali. Ele percorreu o caminho mais longo possível em etapas do WCT, passando pelas duas repescagens do campeonato. Todavia, foi nelas que ele fez suas melhores apresentações no Oakley Pro Bali. Contra John John Florence, 20 anos, na segunda chance de classificação para as quartas de final, ambos pegaram tubos incríveis e Parko fez a bateria perfeita, 20 pontos de 20 possíveis com duas notas 10 em duas ondas seguidas.

O defensor do título mundial agora entra na briga pelo bicampeonato na segunda metade da temporada, exatamente quando ele arrancou para conquistar o seu primeiro troféu de campeão do ASP World Tour no ano passado. No Billabong Pro Tahiti, ele volta a ter chances matemáticas de assumir a liderança do ranking, o que não aconteceu nas duas últimas etapas realizadas nas Ilhas Fiji e na Indonésia. Com a vitória no Oakley Pro Bali, Parko subiu da sétima para a terceira posição no ranking que passou a ser liderado por Mick Fanning.

LÍDER SEM VITÓRIAS

Mesmo não conseguindo surfar boas ondas em Keramas, o bicampeão mundial foi passando as baterias e ficou uma fase à frente de Kelly Slater, que terminou em nono lugar no ASP Tour da Indonésia. Fanning foi a primeira vítima do invicto Michel Bourez na quinta-feira e dividiu a quinta posição no Oakley Bali Pro com os também australianos Taj Burrow e Julian Wilson, 24 anos, e o norte-americano C. J. Hobgood, 34.

"Estou feliz com o resultado", disse Mick Fanning. "Parecia que eu não conseguia pegar ondas, mas as coisas foram acontecendo e terminou muito bem para mim no geral. Ainda peguei um bom tubo contra o Michel Bourez, mas foi um pouco profundo demais e não sai dele, mas tenho que estar feliz comigo mesmo pelo quinto lugar, pois foi um grande evento. Teria sido bom conseguir mais pontos, mas foi um bom resultado. Agora estou na frente do ranking, mas não tenho uma grande vantagem porque os outros caras têm vitórias e eu só fiz uma final, então vamos ver como vai ser o restante da temporada".

ÚLTIMO BACKSIDER

Depois de passar por Mick Fanning, Michel Bourez ganhou de virada no último minuto uma semifinal toda liderada pelo norte-americano Nat Young, 22 anos. O californiano era o último "backsider" do campeonato, que surfava as direitas de Keramas de costas para a onda. Young pegou um dos raros tubos da quinta-feira e tinha 8,17 pontos de vantagem. Nos segundos finais, o taitiano surfou uma boa onda arriscando tudo e ganhou nota 8,67 para vencer por 15,50 a 14,97 e chegar em sua primeira final em etapas do WCT.

"Estou feliz porque senti que surfei bem o campeonato todo", falou Nat Young, que estava hospedado junto com Michel Bourez em Bali. "Eu consegui pegar duas boas ondas na final e vi o Michel (Bourez) surfar essa onda quando faltavam apenas 20 segundos para terminar a bateria. Não havia mais nada que eu pudesse fazer. Teria sido muito bom fazer a final, mas estou amarradão por chegar em terceiro lugar e também pelo Michel que surfou muito aqui em Keramas e mereceu ir pra final".

Com a terceira posição no Oakley Pro Bali, Nat Young, que está estreando na divisão de elite do ASP World Tour esse ano, foi um dos dois surfistas que ultrapassou o brasileiro Adriano de Souza, 25 anos, no ranking em Keramas. O outro foi o campeão Joel Parkinson. Com isso, Mineirinho caiu do quinto para o sétimo lugar na classificação geral das cinco etapas completadas na Indonésia. Além dele, no grupo dos 22 surfistas que são mantidos no WCT para o ano que vem, só tem mais dois brasileiros, Filipe Toledo, 18, na 13ª colocação e o 16ª é Gabriel Medina, 19.

O próximo desafio do ASP Tour é o Billabong Pro Tahiti nos temidos tubos de Teahupoo, que abre a segunda metade da temporada 2013 nos dias 15 a 26 de agosto. No ano passado, Mick Fanning e Joel Parkinson deram um show na decisão do título e Fanning virou o placar para 18,87 a 18,37 pontos na última onda que surfou nos minutos finais da bateria.

FINAL DO OAKLEY PRO BALI
Campeão: Joel Parkinson (AUS) com 13,86 pontos (7,83+6,03) - US$ 75.000 e 10.000 pontos
Vice-campeão: Michel Bourez (TAH) com 12,67 (6,50+6,17) - US$ 30.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS – 3º lugar - US$ 17.500 e 6.500 pontos
1ª: Joel Parkinson (AUS) 14.43 x 5.33 Josh Kerr (AUS)
2ª: Michel Bourez (TAH) 15.50 x 14.97 Nat Young (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5º lugar - US$ 14.500 e 5.200 pontos
1ª: Joel Parkinson (AUS) 13.17 x 3.13 Taj Burrow (AUS)
2ª: Josh Kerr (AUS) 17.44 x 13.83 C. J. Hobgood (EUA) 
3ª: Nat Young (EUA) 17.03 x 15.57 Julian Wilson (AUS)
4ª: Michel Bourez (TAH) 16.27 x 12.50 Mick Fanning (AUS)

TOP-22 DO ASP WORLD TOUR 2013 - 5 etapas
01: Mick Fanning (AUS) - 31.400 pontos
02: Kelly Slater (EUA) - 30.950
03: Joel Parkinson (AUS) - 26.700
04: Jordy Smith (AFR) - 25.200
05: Taj Burrow (AUS) - 24.900
06: Nat Young (EUA) - 24.250
07: Adriano de Souza (BRA) - 23.000
08: Michel Bourez (TAH) - 19.500
09: Josh Kerr (AUS) - 19.200
09: C. J. Hobgood (EUA) - 19.200
11: Julian Wilson (AUS) - 15.650
11: Sebastian Zietz (HAV) - 15.650
13: Filipe Toledo (BRA) - 14.400
14: John John Florence (HAV) - 13.250
14: Jeremy Flores (FRA) - 13.250
16: Gabriel Medina (BRA) - 12.250
17: Kai Otton (AUS) - 12.200
18: Adrian Buchan (AUS) - 11.950
19: Bede Durbidge (AUS) - 9.700
19: Matt Wilkinson (AUS) - 9.700
21: Travis Logie (AFR) - 8.500
21: Kolohe Andino (EUA) - 8.500
21: Brett Simpson (EUA) - 8.500
------------outros brasileiros:
25: Miguel Pupo (BRA) - 6.250 pontos
27: Willian Cardoso (BRA) - 6.200
28: Raoni Monteiro (BRA) - 6.000
31: Alejo Muniz (BRA) - 5.000
38: Heitor Alves (BRA) - 1.750

Redação Estrela Náutica
Fonte:
 Assessoria de imprensa


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.