Instagram
Voltar

NOTÍCAS / NOTÍCIAS / FIQUE POR DENTRO

Beto Pandiani e Igor Bely trabalhando no Picolé Fonte: Maristela Colucci
  • Beto Pandiani e Igor Bely na Cidade do Cabo Fonte: Maristela Colucci
  • Picolé na África do Sul Fonte: Maristela Colucci
  • Beto Pandiani e Igor Bely Fonte: Divulgação

MAIS FIQUE POR DENTRO

Anterior Próxima

Beto Pandiani nos últimos preparativos para a travessia do Atlântico

12/03/2013 -

A largada da Travessia do Atlântico, mais uma aventura de Beto Pandiani e Igor Bely, ainda não foi dada, mas os trabalhos já estão a todo vapor no local da saída, na Cidade do Cabo, Africa do Sul. Para enfrentar as 5.000 milhas náuticas (9.260 quilômetros) até Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, a dupla e sua equipe de terra precisam deixar o catamarã sem cabine, batizado de Picolé, pronto e reforçado. Afinal de contas, a viagem vai exigir muito do barco e, principalmente, dos velejadores. As condições meteorológicas e os testes na embarcação mudaram o cronograma inicial e o veleiro deve partir para o Brasil, para 30 dias ininterruptos de velejada, no dia 15 deste mês.

"Os preparativos da viagem começam um ano e meio antes, com a construção do barco. Isso inclui a escolha dos equipamentos, da equipe e o orçamento, que tem que ser conseguido com a venda das cotas de patrocínio. Uma vez tudo pronto, enviamos tudo para a África do Sul e aqui começamos a fase da execução. O barco sempre precisa de ajustes, principalmente um catamarã como o nosso, que é novo e nunca viu o mar. Muitos equipamentos estão sendo adquiridos agora, como balsa salva vidas, fogos e reforços", contou Beto Pandiani.

Os testes da embarcação e os primeiros treinos ocorrem nessa semana, na Cidade do Cabo. A montagem do veleiro Picolé exige atenção e cuidados. O barco ‘recebe’ pequenos reforços e adaptações na asa onde fica a barraca. Além disso, a equipe de Beto Pandiani cuida da instalação da parte elétrica, configuração dos eletrônicos, adesivagem dos logotipos e ajustes nas velas que serão usadas na travessia.

Beto Pandiani e Igor Bely aproveitam uma brecha nos preparativos para repousar. "A adaptação do sono vai acontecer somente na viagem, agora a ordem é descansar bem, se alimentar corretamente e guardar energia. Não há como simular uma viagem como a nossa. Contamos com a experiência e a memória do corpo."

O Picolé tem 24 pés (oito metros) e é feito todo em carbono para suportar condições adversas. O veleiro de dois cascos foi construído no estaleiro alemão Eaglecat. O modelo é adaptado às experiências de viagem da dupla e é híbrido, ou seja, não existe outro igual no mundo.

Mais informações
www.travessiadoatlantico.tumblr.com

Redação: Estrela Náutica
Fonte:
Flávio Pérez/ZDL de Comunicação


Pagamento

Pagseguro UOL

Desenvolvimento

Desenvolvido por BR Web Design

ESTRELA NÁUTICA - Todos os direitos reservados

No Estrela Náutica, você vende ou compra a sua embarcação e tem acesso a um universo de informação, com fotos e vídeos das mais belas imagens. A seção Guia de Empresas traz os nomes do mercado que fornecem serviços, acessórios e produtos. Em Notícias, você encontra tudo sobre o mercado e a indústria náutica. Já em Esportes Náuticos, aprecie as modalidades mais praticadas e seus campeonatos principais. Novidades e eventos do ramo estão em Fique por Dentro. Na seção Colunas, entrevistas com profissionais do setor e entusiastas, que expõem seus conhecimentos e compartilham dicas excelentes. E para os marinheiros, de primeira viagem ou mais experientes, vale a pena conferir o Manual do Navegante.

O portal também proporciona a experiência de conhecer locais incríveis para navegar pelo Brasil. Com apenas alguns cliques na seção Onde Navegar, você ganha mais intimidade com os melhores pontos turísticos do País e seus estabelecimentos de qualidade.