Transporte de Embarcações

Pensando mais uma vez em você, navegante, realizamos uma matéria instrutiva a fim de sanar as dúvidas mais frequentes sobre transporte de embarcações com quem realmente entende do assunto, Fabio – Transportes Náuticos.

Além de transportar embarcações há mais de 15 (quinze) anos, Fabio atua no ramo náutico há aproximadamente 30 anos na área comercial e de garagem náutica em São Paulo, capital.

Fabio declarou que atende garagens náuticas / marinas, estaleiros, lojas, distribuidores e particulares, que hoje representam mais de 80% de sua carteira de clientes e para garantir a satisfação dos mesmos, ele declarou que sempre preza pela pontualidade e qualidade no transporte.

DÚVIDAS NA HORA DE TRANSPORTAR:

Repassamos a ele, as dúvidas mais frequentes de um proprietário de embarcação quando pensa em transportá-la:

Por que não rebocar no meu próprio veículo?

O transporte de uma embarcação feito por um carro é altamente perigoso e a depender do tamanho da embarcação, se torna impossível, declara Fabio.

São muitas as chateações que podem surgir ao rebocar uma embarcação:

1- Dificuldade em manobrar e dificuldade de frenagem do carro por conta do peso da embarcação, o que, por vezes, resulta em acidentes graves;

2- Rompimento dos rolamentos, que se não estiverem em perfeito estado, provavelmente ocorre, causando um transtorno enorme, quando não um acidente;
3- Danificação da embreagem, câmbio (no caso dos carros automáticos) e desgaste excessivo das patilhas / lona de freio;
4- Autuação pela Polícia Rodoviária se não possuir CNH categoria “E” (que é exigida para reboque) ou se estiver com as luzes de sinalização desligadas (o que ocorre com muita frequência por defeito no conector elétrico do engate); etc.

Com as colocações acima, fica nítido que a economia com um transporte de qualidade pode custar muito caro.

Quanto vai custar o serviço?
O valor do transporte é relativo e dependerá de alguns fatores, como tamanho da embarcação, distância a ser percorrida, valor da embarcação, tipo de embarcação (veleiro, lancha, jet ski etc.) bem como sua fragilidade, o que exigirá um cuidado especial.

Como ele será efetuado?
Trabalho com um caminhão Volkswagen Constellation 17.250 com uma plataforma de 11m de comprimento e 2 m e 60 centímetros de largura e realizo constantemente revisões no mesmo para garantir a pontualidade na busca/entrega e segurança da embarcação.

Transporte Fishing 26.5


Para todas as embarcações, utilizo até 15 jogos de cintas com catracas novas, o que reforça a fixação da embarcação e reduz as chances de acidentes, como desprendimento e queda a ZERO.

Quando a embarcação possui uma carreta alta, tenho como procedimento a remoção das rodas e calço dos eixos, a fim de fixar a carreta e a embarcação ao máximo à plataforma.

Transporte Phantom 290



O trabalho é delicado e exige muita técnica e habilidade em todo o serviço, compreendendo um carregamento com muito cuidado, a fixação da carreta e embarcação ao caminhão, conferência das cintas em todos os transportes, uso de carpetes onde a cinta fica em contato com a fibra para manter a fibra íntegra e condução do caminhão com muita cautela, o que garante a entrega da embarcação e a satisfação do cliente.

Recomendação

Quando pensar em transportar sua embarcação, procure alguém especializado.



Não entregue seu bem a quem não possui experiência. Venho presenciando “Guincheiros” de automóveis transportando embarcações de maneira perigosa e irresponsável, causando acidentes e chateações. Isso porque proprietários de embarcações querem economizar no transporte.

Pessoas que transportam automóveis chegam a cobrar 50% menos para realizar o transporte de uma embarcação e se aventuram ao realizar o serviço, pois não possuem qualquer qualificação, material e experiência para tanto.

Pergunte-se: 
Vale a pena economizar no transporte e perder minha embarcação?

Fabio Transportes Náuticos
Contato: (11) 94137-1167
Contate e realize seu orçamento. 

Fabio Roberto para Estrela Náutica

Deixe uma resposta